• Mazal News

"When I’m competing I can hear my dad out of everyone in the audience”

The dives made by athlete Jordan Windle, who competed for the United States in the Tokyo Olympics, have an inspiring story: the boy lived his first year of life in a Cambodian orphanage, undernourished and infected, until being adopted by an American called Jerry.


His sporting ability was spotted when he was seven years old and having fun in a swimming pool. Someone saw him playing and told his father that his physical constitution could be ideal for platform diving.


Never imagining that it might take his son to the Olympics, Jerry began encouraging him. “When I’m competing I can hear my dad out of everyone in the audience”, says the 22-year old athlete.


Credits: Instagram Jordan Windle

“Quando estou competindo, consigo distinguir a voz do meu pai”


Os saltos do atleta Jordan Windle, que participa das Olimpíadas de Tóquio pelos Estados Unidos, carregam uma história inspiradora: o menino viveu o seu primeiro ano de vida em um orfanato no Camboja, enfrentando a desnutrição e uma infecção generalizada, até que o norte-americano Jerry o adotou.


Sua habilidade esportiva, por sua vez, foi reconhecida quando tinha sete anos e se divertia em uma piscina. Um técnico o viu brincando e falou para o pai que a constituição física do menino poderia ser favorável para os saltos ornamentais.


Sem imaginar que isso poderia conduzir o filho a uma Olimpíada, Jerry se tornou um grande incentivador. “Quando estou competindo, consigo distinguir a voz do meu pai entre todos que estão na plateia”, conta o atleta de 22 anos.