• Mazal News

Internet users create support network for small businesses at risk of bankruptcy

The internet is definitely a fundamental tool for people to keep in touch during the pandemic. In addition, however, technology also plays a key social role, as highlighted by movements created by internet users to save small businesses on the brink of bankruptcy. Check out some initiatives in Brazil over the last months:


Mr. Nelson’s garden

Mr. Nelson has been selling earth, plants and fertilizers in São Paulo for over 50 years, but during the pandemic his business was in trouble. In June, a client heard of his situation and posted on social media a photograph of Nelson asking for help. The result was an irresistible wave of solidarity, as people shared the post and began queuing outside Nelson’s shop.

The Nelsons of Brooklin

In addition to the Mr. Nelson we mentioned above, there were another two businessmen with the same name, working in the same region, who also needed help: Nelson Damasceno, 80 years old, selling newspapers since he was 12, and locksmith Nelson, working hard in the region for more than 40 years. The three are being supported by an online fund where donors hire their services for social institutions that also need support.

Mr. Youssef’s fabrics

Mr. Youssef is 91 and for 70 years has been selling fabrics in Guarulhos city centre in São Paulo. His granddaughters created an Instagram account asking people to support their grandfather’s shop, which had no turnover during the three months it had to close because of social distancing measures. Youssef’s social media account has more than 18 thousand followers and demand is so great that he is considering the possibility of sending products to other parts of Brazil.

Internautas criam rede de apoio para pequenos comércios com risco de falência


Não há dúvidas que a internet é uma ferramenta essencial para que as pessoas sigam em contato durante a pandemia. Mas, além de proporcionar essa convivência, a tecnologia também tem um papel social muito importante. Prova disso são os movimentos criados por internautas para salvar pequenos comércios à beira da falência. Confira algumas iniciativas que ocorreram no Brasil nos últimos meses:


O jardim do Senhor Nelson

O Senhor Nelson vende terra, plantas e adubos em São Paulo há mais de 50 anos, mas neste momento de pandemia seu negócio ficou comprometido. Em junho, uma cliente soube da situação e divulgou nas redes sociais uma fotografia de Nelson pedindo ajuda. O que aconteceu foi um movimento contagiante de solidariedade, com pessoas compartilhando a publicação e fazendo fila na loja de Nelson.


Os senhores Nelsons do Brooklin

Além do Senhor Nelson que apresentamos acima, há outros dois comerciantes com o mesmo nome, que trabalham na mesma região e que também precisam de apoio: o Nelson Damasceno, 80 anos, que vende jornais desde os 12, e o chaveiro Nelson, que presta serviços para a região há mais de 40 anos. Os três estão recebendo ajuda a partir de uma vaquinha online na qual os doadores contrataram seus serviços para instituições sociais que também precisam de apoio.


Os tecidos do Senhor Youssef

O Senhor Youssef tem 91 anos e há 70 vende tecidos em uma loja no centro de Guarulhos, em São Paulo. Suas netas criaram um perfil no Instagram para pedir apoio à loja do avô, que não teve faturamento durante os três meses em que ficou fechada por causa das medidas de isolamento social. A rede social de Youssef já ultrapassou os 18 mil seguidores e a procura foi tão grande que ele está estudando a possibilidade de enviar os produtos para outras regiões do Brasil.

  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco

O Mazal News é uma iniciativa da Comunidade Israelita do Porto / Comunidade Judaica do Porto para compartilhar ações inspiradoras, baseadas na bondade, na solidariedade e no amor, e que incentivem a construção de um mundo mais justo e positivo.

Mazal News ©